(47) 3367 1234 / 3367 6535 contato@sindusconbc.com.br

IMPOSTO DE RENDA O QUE VOCE PRECISA SABER

O imposto de renda é a Declaração anual onde a gente presta contas com a receita federal daquilo que a gente ganhou, daquilo que a gente tem em posse no ano base anterior, que neste caso seria em 2017. Então todos os nossos rendimentos tributáveis ou não, os nossos bens que a gente possuía até 31/12 do ano anterior, nós temos que prestar contas com a receita federal. O prazo para declaração é de 01 de março a 30 de Abril.

Existem duas situações: Tem pessoas que estão isentas e pessoas que são obrigadas a recolher o imposto.  Todas podem fazer a declaração, mesmo aquelas que estão isentas de pagamento,  neste caso a declaração serve  para comprovar renda junto às instituições financeiras, como bancos para aprovar créditos e ou empréstimos.

As que estão obrigadas a comprovar são as que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 no ano, como salário, aluguel e outras fontes de rendas. São os rendimentos que a pessoa tem que declarar que são tributáveis.

Existem os rendimentos isentos e não tributáveis. Um exemplo dos isentos é a poupança. Então quem recebeu rendimentos isentos acima de R$ 40.000,00 também está obrigado a declarar.

Quem se dedica a atividade rural e teve rendimento acima de R$ 142.798,50 anual, também tem que fazer a declaração de ajuste anual de forma a declarar esses rendimentos.

As pessoas às vezes não atingem o rendimento tributável isento, mas possuem bens ou direitos acima de R$ 300.000,00 no ano, neste caso também deve-se declarar.

Quem teve bem de capital, vendeu um bem e sofreu um ganho de capital também tem que declarar.

A alíquota é um percentual que se paga de imposto, sobre os rendimentos. A alíquota de pessoa física vai de 7,5% a 27,5% de acordo com o seu rendimento. Então quem ganha mais, vai pagar uma alíquota maior.

Nós temos também duas formas de fazer a declaração de ajuste anual: a forma simplificada e a forma completa.

Na simplificada não é preciso comprovar os gastos dedutíveis que seriam com educação, saúde, previdência, dependentes. Então essa declaração simplificada o governo permite você deduzir 20% do seu rendimento tributário limitado R$ 16.754,34.

Na completa devem-se incluir todos os gastos, por exemplo: plano de saúde, despesas com dependentes, previdência privada, entre outros gastos dependendo de cada pessoa.

Uma contabilidade ou um especialista em imposto de renda auxilia o contribuinte a fazer a declaração da melhor forma possível evitando erros, evitando cair na malha fina, evitando dor de cabeça com a Receita Federal. Hoje no Brasil ninguém pode dizer que desconhece a lei, então se fizer alguma coisa errada perante o fisco, a receita federal irá vir, irá cobrar. Por isso a importância de ter o apoio profissional, pois caso não souber fazer de acordo com a legislação atual e com as normas da Receita Federal pode ter muitos problemas, evite-os contratado um contador de sua confiança.